Menu fechado

ESPERMOGRAMA: O QUE É IMPORTATE SABER DESSE EXAME?

Imagem de Freepik

O espermograma é a peça-chave para entender o potencial reprodutivo masculino. Se a paternidade está nos planos, é importante compreender as características ideais desse exame. Veja o que é importante para se analisar:

Concentração e Mobilidade: Uma contagem robusta, idealmente acima de 16 milhões por mililitro, e se são capazes de nadar vigorosamente em direção ao óvulo, são indicativos promissores para uma boa chance de gravidez.

Morfologia: A forma importa, e muito. Espermatozóides com morfologia adequada, com cabeça, corpo e cauda bem definidos, aumentam as probabilidades de fertilização. O ideal é que pelo menos 4% deles apresentem características normais, segundo os critérios de Kruger.

Vitalidade e Integridade do DNA: Espermatozóides com boa vitalidade com DNA íntegro são fundamentais. Uma alta porcentagem de espermatozoides vivos e um baixo índice de fragmentação do DNA são indicativos valiosos de fertilidade.

Volume: O volume ejaculado também tem seu papel. Nem muito, nem pouco – o equilíbrio é a chave. Um volume de ejaculação entre 1,5 e 5 mililitros é considerado padrão.

A coleta do espermograma deve ocorrer após 2 a 3 dias de abstinência sexual. Esse intervalo otimiza a concentração e mobilidade dos espermatozoides, proporcionando uma visão mais precisa da fertilidade.

Esses indicadores não apenas apontam para a probabilidade de gravidez, mas também oferecem insights preciosos sobre a saúde reprodutiva masculina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *