Menu fechado

QUANDO VALE A PENA CONGELAR SÊMEN?

Imagem de Freepik

As técnicas de reprodução assistida tem evoluído velozmente, o que tem ajudado muitos casais na busca pela tão sonhada gravidez. A preservação do sêmen na sua melhor condição pode ser um fator crucial para o sucesso desse processo.

Existem algumas situações que se deve pensar em congelar seu sêmen no sentido de manter o seu melhor potencial reprodutivo:

Pacientes com oligospermia severa ( concentrações de espermatozóides abaixo de 5 milhões/ml) devem ponderar em congelamento pois na investigação esse paciente pode agravar sua oligospermia ou até mesmo evoluir para azoospermia.

Pacientes com câncer que necessitam de tratamento com radioterapia e/ou quimioterapia precisam ter seu material genético congelado pois na sequência do tratamento da doença de base muitos pacientes ficam inférteis por tempo prolongado ou até mesmo em definitivo.

Homens submetidos a vasectomia podem congelar seu sêmen para preservar seu potencial fértil e evitar a cirurgia de reversão que é custosa e nem sempre atinge o sucesso na gravidez.

Paciente submetidos a cirurgia testicular pode armazenar o sêmen antes do procedimento para preservar a capacidade reprodutiva após o tratamento, pois nem sempre todos os pacientes irão recuperar todo seu potencial reprodutivo.

A ausência do marido em caso de viagem ou falecimento precoce pode ser um motivo para se congelar sêmen previamente. Esse processo possibilita o processo de reprodução assistida posteriormente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *