Menu fechado

ESTRESSE E DISFUNÇÃO ERÉTIL

Bad sex concept with upset couple

A disfunção erétil é um problema muito frequente. Atualmente há dados que revelam que pelo menos 50% dos homens por volta dos 40 anos terão alguma queixa da esfera sexual.

Muitas podem ser as causas, no entanto um fator que é comum em qualquer faixa etária mas sobretudo nos homens mais jovens (abaixo do 50 anos) é o estresse. A vida moderna com suas altas demandas tem sido apontado como um dos fatores mais determinantes do estresse e ansiedade que permeiam a vida dos homens: pressão no trabalho, crise econômica, família, relacionamentos, competitividade, mídia social e sua falsa aparência, o buscar incessante para “parecer ser”, entre outros fatores tem levado os homens a exaustão psicológica, sobrando pouco ou nenhum espaço para libido e com isso segue a disfunção erétil, a chamada impotência sexual.

Associa-se a isso um estilo de vida inadequado: muito homens estão fora do peso, sedentários, alimentam-se mal e dormem pouco, o que só agrava a situação.

Existem muitas estratégias de tratamento para esse homens: psicoterapia, praticar um esporte, ter um hobby ou tempo de lazer de qualidade, além das medidas para cuidar do corpo ( perda de peso, melhorar alimentação e sono).

O uso de suplementos é uma estratégia complementar e dentro desse contexto há muitos ativos que podem ajudar no controle da ansiedade e otimização do sono, bem como melhora da libido e disposição. Medicações facilitadoras de ereção, como os inibidores da fosfodiesterase, podem ser utilizadas mas sempre com critério para não criar uma dependência psicológica dela.

Procure seu urologista para saber a melhorar maneira de abordar seu problema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *