Menu fechado

IMPLANTES DE TESTOSTERONA

Implante Testosterona

Os implantes, ou pellets, seguem como uma alternativa para reposição de testosterona uma vez que não fazem pico, possuindo uma liberação mais lenta e próxima do fisiológico e duram em torno de 6 meses (no caso dos implantes absorvíveis), porém possuem um custo mais elevado. Nos Estados Unidos já são bastante utilizados, mas vem ganhando terreno no Brasil nos últimos anos.

O tratamento precisa ser individualizado e realizado por profissional competente e treinado para essa técnica, que pode ser realizada em consultório, com mínimo desconforto para o paciente. Normalmente são implantados sob anestesia local, em região subdérmica, no glúteo e como são absorvíveis, não necessitam de novo procedimento para retirada dos mesmos.

Assim como em outros métodos de reposição, o paciente precisa fazer acompanhamentos periódicos para avaliar seus níveis hormonais, bem como outros exames que servem de guia para o profissional monitorar a eficiência e possíveis efeitos colaterais, como elevação de PSA e/ou aumento da viscosidade sanguínea.